Como transferir pelo Pix? Veja o passo a passo

Para transferir um Pix é necessário:

Hoje o Pix já é o meio de transferências mais utilizado no país. Para se ter uma ideia, em Abril de 2023 o Pix superou a marca de 120 milhões de transações em um dia. Por isso, em apenas dois anos ele já se consolidou como o meio de pagamento mais usado no país

Tudo isso se deve ao fato do Pix ser um meio rápido e fácil de fazer transferências. No RecargaPay, por exemplo, fazer um Pix leva apenas 6 passos:

  1. 1) Instale o app da RecargaPay

    Acesse a loja de aplicativos do seu celular e baixe o app da RecargaPay.

  2. 2) Clique em “fazer pix”

    Na tela inicial do app você encontra a Área Pix onde pode fazer tudo relacionado a essa forma de transferências.

  3. 3) Informe a chave do destinatário e clique em continuar

    A chave de quem receberá o valor pode ser no formato de CPF, e-mail, número de celular ou a chave aleatória.

  4. 4) Em seguida, adicione o valor a ser transferido, uma descrição e conclua a transferência

    Na próxima tela você já pode adicionar o valor da transação. Com tudo certo, basta concluir a transferência.

Mesmo sendo um meio fácil de transferências, muitas pessoas podem ter dúvidas sobre como transferir o Pix e até quais os benefícios de usar esse meio de transferências.

Para responder essas e outras dúvidas, preparamos este artigo, onde você conhece as principais chaves Pix que existem, o limite das transações e até como fazer transferências usando o QR Code! Confira!

Benefícios de transferir um Pix

Benefícios de transferir um Pix

Existem diversas vantagens em fazer um Pix. A principal delas é o fato de ser uma transferência rápida, onde o dinheiro cai na conta do usuário dentro de 10 segundos.

Dessa maneira não é mais preciso aguardar até 1 dia útil para o dinheiro chegar na sua conta, como acontecia com o TED e o DOC. Mas, além disso, existem outros benefícios em fazer um pagamento via Pix, como:

  • Possibilidade de fazer transações 24 horas por dia, todos os dias
  • Facilidade em concluir a transação na palma da sua mão
  • Sistema totalmente seguro com várias camadas de segurança
  • Modalidade livre de tarifas para pessoas físicas

Além disso, o Pix também é um meio de pagamento que estimula a economia. Segundo Isaac Sidney, o Presidente da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) disse em entrevista a Exame:

“É um método que aumenta a inclusão financeira no país e estimula a competitividade, aprimorando a eficiência no mercado de pagamentos”

Com isso já é possível ver que seguir fazendo transferências pelo Pix é uma boa escolha para todos. Mas, como de fato fazer um Pix para outra pessoa? O primeiro passo é criar uma chave Pix.

Como criar uma chave Pix?

Como criar uma chave Pix

A chave Pix é como se fosse um código que identifica quem você é e qual é a sua conta bancária. Dessa maneira, você consegue fazer um Pix para outras pessoas, e elas também conseguem enviar transferências para você.

Hoje em dia existem 4 tipos de chave, e você pode escolher qual delas é a melhor chave para as suas transações no momento de criá-la. A criação de uma chave Pix é muito fácil, e pode ser feita em apenas 6 passos no RecargaPay:

  • Baixe o app da RecargaPay
  • Acesse a área Pix e clique em “Ver mais”
  • Em “Minhas chaves” clique em “Cadastrar/Gerenciar”
  • Escolha o tipo de chave desejado
  • Se a opção escolhida foi a do celular ou e-mail, adicione o código de confirmação que você recebeu
  • Em seguida, confirme a criação da chave

Seguindo esses passos, você consegue criar sua chave Pix no RecargaPay e já pode começar a usar livremente o sistema!

Posso usar qualquer chave para transferir pelo Pix?

Pode usar qualquer chave?

Hoje existem 4 tipos diferentes de chave do Pix e você pode usar qualquer uma delas para realizar transferências. Mas, cada chave oferece um nível de segurança diferente, por isso é interessante que você analise cada opção e veja qual se encaixa mais na forma que você pretende usar o Pix.

Além disso, é importante saber que cada chave só pode ser utilizada em uma instituição. Dessa forma, se em um banco você utiliza seu CPF como chave, não pode utilizá-lo novamente no momento de cadastrar uma chave em outro banco.

Para isso, é preciso solicitar uma portabilidade de chave, para que ela seja transferida entre as instituições.

Mas, como saber qual chave é a melhor para você usar? A seguir, descrevemos um pouco sobre cada tipo de chave Pix e em quais momentos elas são a opção certa!

CPF/CNPJ

Este tipo de chave é criada usando o seu número de CPF ou CNPJ. Por se tratar de um dado sensível, ela pode ser melhor utilizada quando você vai fazer ou receber Pix de pessoas de sua confiança.

No caso da chave do tipo CNPJ, é interessante usá-la quando você vai pagar ou receber um alto valor na sua conta.

Número de celular

Já a chave do número de celular é o tipo em que você pode utilizar o seu número como chave para realizar transferências. Normalmente, esse tipo de chave é uma boa opção para usar com pessoas conhecidas que tem seu número.

Além disso, é comum ver essa opção sendo utilizada em negócios pequenos, que costumam fazer suas vendas em canais como o WhatsApp. Nesse caso, o cliente já tem acesso ao número e fica mais fácil fazer o pagamento de um produto ou serviço assim.

Endereço de E-mail

Você também pode criar uma chave Pix usando o seu endereço de e-mail. Essa opção costuma ser a ideal para ser utilizada quando você vai receber ou transferir para uma empresa.

Chave Pix aleatória

Por fim, a chave aleatória é conhecida por ser a chave mais segura, já que ela não divulga nenhum dado pessoal do usuário no momento de fazer ou receber transferências.

Por isso ela costuma ser a chave ideal para usar no momento de realizar transações com pessoas que você não conhece ou que não tem muita confiança.

Como transferir pelo Pix com cartão de crédito? 

Com fazer Pix com cartão

Um fato interessante sobre o Pix é que é possível transferir usando o cartão de crédito. Mas, essa modalidade costuma ter tarifas. No RecargaPay a taxa é de 3,49% e é possível parcelar a transferência em até 12x.

O Pix com cartão de crédito é um recurso que permite usar o limite do cartão para realizar uma transferência. Com isso, é possível fazer um Pix parcelado, oferecendo mais comodidade para quem faz a transferência.

E o modo de fazer um Pix usando o cartão de crédito é muito simples. Abaixo você confere um passo a passo de como fazer essa operação:

É seguro transferir pelo Pix?

É seguro usar o Pix

Como o Pix é um meio de pagamento muito rápido e prático, muitas pessoas podem ter dúvidas se ele é realmente seguro. Sobre isso, é importante saber que o Pix foi criado com o mesmo nível de segurança que as transferências tradicionais, como TED e DOC.

Por isso hoje o Pix conta com 3 camadas de segurança que ajudam a manter todas as transferências seguras, sendo elas:

  • Autenticação do usuário
  • Criptografia
  • Motores antifraude

Além das camadas de segurança que garantem a segurança do Pix, o sistema também conta com o MED, sigla para Mecanismo Especial de Devolução. Este sistema de segurança foi criado pelo Banco Central em 2021 para auxiliar nos momentos em que a transferência é feita para o destinatário errado.

Dessa forma, o MED oferece um conjunto de procedimentos que devem ser seguidos pelas instituições bancárias a fim de devolver o dinheiro de um Pix errado.

Assim, caso o usuário tenha sofrido um golpe do Pix ou passado por uma falha do sistema, pode solicitar na sua instituição a devolução do valor. Segundo o Banco Central, o dinheiro pode ser devolvido entre 96 horas até 7 dias.

BC te Explica #28 – Mecanismo Especial de Devolução do Pix (MED)

Tem limite para transferir pelo Pix? 

Temlimite para usar o Pix

Para garantir que as transferências via Pix estão totalmente seguras, o Banco Central definiu limites de transferências diárias, noturnas e mensais para os usuários. Abaixo você confere qual valor de limite existe para cada transferência no RecargaPay.

Limite diurno

Durante o dia, período que engloba desde às 6h da manhã até às 20h da noite, o limite do Pix no RecargaPay é de até R$20.000,00 por dia.

Dessa maneira, se você fizer várias transações no dia que contabilizem R$20.000,00 no final, você não poderá mais realizar transferências nesse dia, precisando esperar até o próximo dia para seguir com as transações.

É importante destacar também que o próprio usuário pode mudar o seu limite diário do Pix pelo app. Assim, é possível definir limites menores para ter mais segurança.

Limite noturno

Já o limite noturno do Pix no Recarga Pay é de R$1.000,00. Dessa maneira, durante o período das 20h até às 6h da manhã só é possível fazer transferências até elas totalizaram esse valor.

Essa medida foi criada porque no início do Pix havia muitos golpes sendo aplicados, pedindo uma grande quantia de dinheiro no período da noite. Para evitar isso, o Banco Central definiu esse limite para garantir a segurança dos usuários.

Limite mensal

Por fim, o limite mensal de Pix pelo RecargaPay de é R$40.000,00. Assim como o limite diário e noturno, ele pode ser alterado pelo próprio usuário, que tem a possibilidade de diminuir o valor para ter mais segurança.

Com ele, todos os usuários do RecargaPay podem enviar o total de R$40.000,00 por mês. Ao atingir o limite, será preciso aguardar o próximo mês para seguir fazendo transferências via Pix.

Posso cancelar uma transferência no Pix?

Pode cancelar um Pix

Sim, a partir do Mecanismo Especial de Devolução você consegue solicitar o cancelamento de uma transferência via Pix. Mas, esse sistema só pode ser utilizado em casos de fraude de pagamento, roubos de dinheiro e problemas técnicos.

Além disso, outro cenário em que é possível cancelar o Pix é a partir do Pix agendado. Essa funcionalidade permite que você agende uma transferência Pix para uma data futura. Dessa forma, você tem a possibilidade de cancelar o Pix antes do dia agendado.

Se nenhum desses for o seu caso, você tem a possibilidade de entrar em contato com quem recebeu o valor para pedir a devolução ou contatar a instituição de pagamento para ver o que pode ser feito nessas situações.

Como cancelar PIX em caso de GOLPE ou FRAUDE (e receber seu DINHEIRO de volta)

Posso transferir um Pix pelo QR Code?

Pode transferir pelo QR Code

Sim, a partir do Pix você tem a possibilidade de fazer uma transferência apenas lendo um QR Code. Essa funcionalidade está disponível tanto para pessoas físicas quanto para jurídicas, sendo uma forma mais fácil e prática de fazer a transferência.

Para fazer um Pix pelo QR Code é muito simples. Basta gerar um QR Code do Pix, caso você vá receber o valor, e compartilhar o código com a pessoa pagadora.

Dessa maneira, quando a pessoa lê o código ela tem acesso automaticamente a sua chave Pix. Assim, ela pode inserir o valor de transferência, caso não tenha sido colocado, e finalizar a transação.

Uma das vantagens desse método é que você não precisa inserir o valor da transferência toda vez que for pedir um Pix. Dessa maneira, você pode gerar o código apenas uma vez e enviar para quem você quiser!

Conclusão

Fazer transferências pelo Pix é realmente uma forma mais fácil, segura e prática de fazer transações. Todos os brasileiros podem usar o Pix e ele é um sistema totalmente seguro, com várias camadas de segurança.

Para poder aproveitar ainda mais o Pix, é interessante criar uma chave em todas as instituições bancárias que você tem conta, para poder usar ainda mais as funcionalidades.

Por fim, não se esqueça de conferir os limites do Pix do seu banco para garantir que eles estejam nos valores que você costuma fazer Pix no dia a dia. Assim, você evita cair em golpes!

Perguntas Frequentes

Como fazer um Pix com número de telefone?

É possível fazer um Pix para mim mesmo?

Como fazer um Pix para mim mesmo?

Tem que colocar o +55 no Pix?

É preciso ter conta em banco para fazer um Pix?