Pagamento via Pix – Conheça 5 formas diferentes

Atualmente, existem 5 maneiras diferentes de fazer um pagamento via Pix. Confira todas elas a seguir:

O Pix é um sistema de transferências do Banco Central, caracterizado por algumas vantagens como envio instantâneo de dinheiro, zero custos para os usuários e funcionamento 24/7. Além disso, há uma grande flexibilidade nas maneiras pelas quais podemos utilizar o sistema.

Neste artigo, você verá como é possível usar o Pix com cartão de crédito, como pagar uma conta com QR Code, de que modo agendar uma transferência, sacar dinheiro ou cobrar algum amigo, tudo usando o sistema do Banco Central.

1) Realizando um Pix com cartão de crédito

1) Realizando um Pix com cartão de crédito

O pagamento via Pix com cartão de crédito é uma modalidade interessante, que ainda não é especificamente regulamentada pelo Banco Central. Por isso, cada provedora (ou seja, cada instituição que permite esse envio) determina suas próprias regras.

No geral, esta modalidade funciona exatamente como a transferência normal. A diferença, no entanto, é que o dinheiro sai do saldo do cartão de crédito e não da conta bancária. Para completar, ainda há a possibilidade de parcelar o envio do dinheiro: o destinatário recebe tudo de uma vez, mas você paga em parcelas.

Além disso, há a cobrança de uma taxa, por se tratar de uma operação de crédito. Essa taxa varia de instituição pra instituição, sendo a menor taxa do mercado a do Prime+ do RecargaPay, que é de 3,49%. Já a maior, até o momento, é do Digio, que cobra 9,9%.

Em relação ao limite de envio, cada banco determina o seu. Entretanto, obviamente, o saldo disponível do cartão também é levado em conta, uma vez que não dá para enviar um valor acima do disponível.

Veja a seguir como fazer um pagamento via Pix com cartão de crédito!

  1. <strong>Baixe o RecargaPay</strong>

    O primeiro passo para usar essa modalidade é ter um aplicativo que permite o envio de dinheiro com o cartão. Usaremos o RecargaPay neste tutorial pois, além de ser gratuito para criar conta, ainda tem a menor taxa do mercado.

  2. <strong>Toque em “Pix com Cartão”</strong>

    Na tela inicial do app, toque na opção “Pix com Cartão” para iniciar a configuração da transferência.

  3. <strong>Escolha os dados do destinatário</strong>

    Informe quem será o destinatário usando a sua chave Pix (CPF, e-mail, celular ou aleatória) ou com os dados bancários (banco, agência, conta).

  4. <strong>Informe o valor</strong>

    Em seguida, escolha quanto quer enviar. No RecargaPay, você pode enviar desde um mínimo de R$ 1 até o máximo que couber no saldo do seu cartão.

  5. <strong>Escolha o cartão e parcelas</strong>

    Para finalizar, escolha o cartão como método de pagamento e selecione a quantidade de parcelas que desejar (as opções são 1x, 3x, 6x, 9x e 12x). Se estiver tudo certo, toque em “Continuar” para confirmar a transferência.

Usar o pagamento via Pix com cartão de crédito é vantajoso, pois permite pagar transferências ou contas mesmo sem ter o dinheiro na conta, com parcelas e ainda ganhando pontos, milhas e cashback, caso o banco permita.

Um exemplo de utilidade dessa forma de pagamento é quando você precisa pagar alguém, mas ainda não tem os recursos em conta. Assim, pode enviar o dinheiro pelo cartão e pagar parcelado: a pessoa recebe tudo na hora, mas você paga aos poucos.

O vídeo abaixo mostra mais detalhes dessa modalidade:

2) Fazendo um Pix com QR Code

2) Fazendo um Pix com QR Code

O pagamento via Pix com QR Code é outra opção para usar o sistema do Banco Central. Ele existe basicamente para dois cenários: pagar contas e boletos ou enviar dinheiro para vendedores online.

Isso acontece porque o pagamento é feito com um QR Code que já guarda todas as informações necessárias para a transferência, como chave de destino e valor. Além disso, o código pode ser programado de forma estática ou dinâmica. No primeiro cenário, o código nunca muda e pode ser usado várias vezes, para vários pagadores. Já no segundo, o código tem validade de apenas uma utilização.

Para pagar com QR Code usando o RecargaPay, você deve:

  • Baixar o aplicativo
  • Tocar em “Pix com QR Code”
  • Ler o QR Code com o celular
  • Escolher o método de pagamento (se com saldo na conta ou cartão)
  • Confirmar a transação

Esta modalidade de pagamento é mais indicada para pagar contas e boletos, uma vez que é a forma pela qual empresas de todos os tipos estão usando o Pix. Como o sistema já tem mais de 100 milhões de transações em um dia, companhias estão adicionando o QR Code para que os clientes possam pagar as contas dessa forma.

Veja o vídeo abaixo que ensina mais sobre essa forma:

3) Programando um Pix Agendado

3) Programando um Pix Agendado

Uma terceira forma de usar o sistema do Banco Central é programar um pagamento via Pix Agendado. Essa ferramenta permite que você agende a transferência para uma data futura, quando for mais conveniente.

De resto, o sistema é exatamente igual. O dinheiro cai na conta do usuário na data agendada, como sempre. Além disso, dá para combinar o agendamento com outros métodos, como o envio via cartão.

Para fazer um Pix Agendado com RecargaPay, basta:

  • Fazer download do RecargaPay
  • Tocar em “Fazer Pix”
  • Informe os dados do recebedor
  • Digite o valor
  • Modifique a data de envio
  • Confirme a transação

Essa modalidade de transação é mais indicada para momentos em que não se tem o dinheiro na conta, mas que o envio não precisa ser feito agora. Além disso, é uma boa ferramenta para programar pagamentos e não esquecê-los depois.

Por exemplo, você pode agendar todos os pagamentos no primeiro dia do mês e, assim, não correr o risco de esquecer a transferência.

No entanto, é importante evitar cair em golpes usando essa ferramenta. Por exemplo, veja este vídeo para conhecer o golpe do Pix Agendado:

4) Utilizando o Pix Saque e Pix Troco

4) Utilizando o Pix Saque e Pix Troco

Outro mecanismo disponível no sistema do Banco Central é o Pix Saque e Pix Troco. Os dois dispositivos foram criados em novembro de 2021, como uma forma dos usuários do sistema poderem retirar dinheiro físico da conta.

No geral, as duas ferramentas são iguais, com uma pequena diferença entre eles. Em ambas, o utilizador pode sacar dinheiro em lojas, farmácias, padarias e outros estabelecimentos. Para isso, basta enviar um montante para a empresa através de um QR Code. Em seguida, ir até o caixa e falar com o atendente para sacar o dinheiro.

A diferença é que, no Pix Saque, o usuário transfere um valor para uma empresa e, em seguida, retira esse mesmo montante no caixa da empresa.

Já no Troco, o usuário transfere um valor, mas desconta dele o preço de um produto que vai comprar. Ele saca somente a diferença entre o preço do produto e o que ele transferiu, ou seja, o troco.

Por exemplo, no Saque, se você enviar R$ 100 para a empresa, vai retirar R$ 100 no caixa. Já no Troco, se você enviar R$100, mas comprar um produto de R$25, vai sacar somente R$75.

Veja como fazer um Pix Saque ou Troco no RecargaPay:

O melhor momento para fazer essa transferência é quando você precisa de dinheiro físico, mas não tem um caixa eletrônico por perto. Ou, então, não quer pagar a taxa de usá-lo (todo usuário pode fazer até 8 saques gratuitos por mês com o Pix Saque ou Troco).

Veja abaixo um vídeo que explica mais detalhes deste método de pagamento via Pix:

5) Recebendo pelo Pix Cobrança

Por fim, ainda é possível receber um pagamento via Pix Cobrança. Esse mecanismo permite que você envie uma cobrança de determinado valor para outra pessoa e, assim, receber o pagamento mais rapidamente.

Em teoria, o Pix Cobrança obedece aos mesmos limites de um Pix tradicional — até porque o é. O usuário que vai pagar pode usar ferramentas como o cartão de crédito, se quiser. 

Para usá-lo com o RecargaPay, basta:

  • Instalar o app em seu celular
  • Clicar em “Receber om QR Code
  • Insira o valor que quer receber
  • Copie o QR Code e envie para o usuário que vai pagar

Essa modalidade funciona bem em situações em que você precisa receber algum valor de alguém. Por exemplo, você emprestou um dinheiro ou comprou uma pizza e as pessoas querem pagar a parte delas. Basta criar um QR Code no valor que cada um precisa pagar e enviar para todos, que farão o pagamento assim que lerem o código.

Considerando que o sistema do Banco Central tem mais de 138 milhões de usuários, é uma maneira fácil de receber valores dos seus amigos e familiares.

Quais os benefícios do pagamento via Pix?

Quais os benefícios do pagamento via Pix?

O sistema do Banco Central se popularizou tanto porque conta com muitos benefícios e vantagens para os clientes, resolvendo problemas que outros meios de transferir dinheiro não conseguiam

Veja alguns dos benefícios do pagamento via Pix a seguir:

  • Versatilidade: como vimos, existem muitas formas de fazer um pagamento via Pix. Por isso, o sistema é versátil e atende praticamente todas as situações do dia a dia.
  • Rapidez: o sistema do Banco Central garante a transferência em até 10 segundos na vasta maioria dos casos.
  • Sem custos: o envio pelo Pix é gratuito, exceto pra empresas. Por isso, os usuários podem utilizá-lo sem pagar nada.
  • Abrangência: é possível enviar dinheiro entre bancos diferentes, com muita abrangência. Até mesmo pessoas que não tem chave podem receber pelo sistema.

Conclusão

Vimos neste artigo quais são os 5 métodos de pagamento via Pix: com cartão de crédito, com QR Code, Agendado, Saque e Troco e Cobrança. Cada um é indicado para uma situação, com bastante versatilidade para o usuário.

Minha recomendação é ter um app que permite usar todos os métodos com agilidade. O RecargaPay é uma ótima opção, pois tem todos esses serviços a poucos toques de distância, mas existem outros aplicativos também interessantes.

No entanto, é importante ter em mente que nem todo método de pagamento via Pix é interessante para qualquer pessoa ou momento. Analise o contexto e escolha a opção mais vantajosa em cada caso.